Psicologia, fonoaudiologia, neuropsicologia

HÁBITOS ORAIS INADEQUADOS

HÁBITOS ORAIS INADEQUADOS

Os hábitos orais inadequados englobam: o uso da chupeta, mamadeira, sucção digital (chupar dedos) e roer unhas (onicofagia). Dentre estes hábitos, chupeta e mamadeira são as “grandes vilãs” pela facilidade em encontrá-las e pela aceitação social.

A chupeta e a sucção digital são os fatores mais influentes à má oclusão dentária. Vários estudos indicam a chupeta como menos prejudicial do que a sucção digital, apontando para a maior facilidade ao seu abandono.

A chupeta tem função primordial na ativação da sucção: a mandíbula se desenvolverá devido a este estímulo oferecido à toda musculatura da face, porém deve-se avaliar a intensidade, duração e frequência desta sucção. A sucção não-nutritiva implicará em diversas alterações dentárias e musculares desde a 1ª dentição.

A grande importância da sucção natural (amamentação) refere-se ao alto dispêndio de força muscular que interferirá positivamente no desenvolvimento da musculatura facial.

Com a mamadeira, a criança atinge rapidamente a plenitude alimentar, ativando pouco a musculatura perioral.

A diminuição do tônus muscular, causada pelo uso prolongado da mamadeira, poderá provocar vedamento labial deficiente, dificuldades de fala, movimentos incorretos ao deglutir (engolir saliva, líquidos e alimentos sólidos) e até desenvolver a Síndrome do Respirador Bucal.

Quando os hábitos orais inadequados não são eliminados no momento conveniente, várias alterações poderão o

correr:

– Alterações dentárias: mordidas abertas, cruzadas, arcadas estreitas;

– Respiração oral;

– Palato ogival (“céu da boca” profundo);

– Assimetrias faciais (diferenças na face);

– Língua com postura inadequada (rebaixada: descansando no soalho da boca ou anteriorizada: posicionada entre os dentes da frente);

– Hipotonia orofacial (tônus muscular da face diminuído);

– Dificuldades ou impossibilidades na articulação de alguns fonemas (sons da fala);

– Otites de repetição com ou sem alterações nos limiares auditivos (diminuição temporária ou permanente da audição).

A adequação destas funções dependerá da ajuda e intervenção de profissionais especializados: Fonoaudiólogo, Dentista, Ortodontista e Otorrinolaringologista.

 

Fonte: fonoaprendizagem

Informações do autor

patty